Património Arquitetónico Religioso

A origem do edifício atual remonta, pelo menos, a finais do século XVI, embora tenha sofrido importantes obras no século XVIII e, mais recentemente, na década de 1960. A fachada principal apresenta largo respaldo recortado, encimado por uma cruz entre duas volutas; à esquerda, a torre sineira, com quatro olhais e cúpula semiesférica; o portal em mármore é encimado pelo janelão do coro alto, com vitral.

O interior é de uma só nave, com planta em cruz latina. Apresenta duas capelas laterais, destacando-se a do Senhor dos Passos, à direita, em estilo barroco tardio, do último terço do século XVIII; são de ressalvar o revestimento polícromo e a profusa decoração em estuque, nas paredes e teto, com ornatos “rococó”, bem como o retábulo em alvenaria, com pintura de escaiola a fingir mármore. No transepto, dois altares colaterais em talha dourada e pintada, no estilo barroco-joanino, da primeira metade do século XVIII. Na capela-mor, retábulo em mármore do século XVIII/XIX, com a imagem de Cristo Crucificado, e duas mísulas que suportam as representações de Santo Ildefonso, o padroeiro da paróquia, e Nossa Senhora da Conceição. No interior do templo devem ainda salientar-se a pia de água benta, de oito gomos, possivelmente medieval, vestígio de uma igreja primitiva, e um lavabo renascentista em mármore, incrustado na parede, com figura em relevo, situado na antiga sacristia. A janela deste espaço é, no exterior, protegida por uma grade em ferro forjado, do tipo caraterístico do século XVII, cuja parte superior é trabalhada em motivos florais, com a Cruz de Cristo ao centro.

Igreja Matriz d...

Agenda

Sem eventos