Situada na parte sul da antiga Vila e no pequeno Largo junto ao Rossio, que outrora se chamou Largo de São Pedro. A referência mais antiga a esta Capela, feita na Corografia Portugueza de Padre Carvalho da Costa, demonstra que já existia no início do século XVIII, datando provavelmente da centúria anterior.

Localizada nas proximidades da aldeia de Vale de Açor, tem origens remotas, sendo já referida em meados do século XVII, numa obra sobre o Bispado de Elvas. Segundo Mário Saa, a Capela correspondia à capelania de Alperejão, uma das duas do concelho de Seda, havendo vestígios de ocupação romana do local; com a ruína da capela primitiva, aquela capelania teria sido transferida para Ervideira, no final do século XVI, dando origem à freguesia de S. Pedro de Ervideira.

Situado na extremidade da povoação de Galveias, na estrada para Ponte de Sor, trata-se de um pequeno e elegante edifício do século XVIII. É constituído por dois corpos distintos, sendo o primeiro de planta retangular e o segundo, correspondente à capela-mor, de planta circular, com cobertura em abóbada.